Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Conheça os erros mais comuns na Língua Portuguesa

Por DRI Facens

Embora se fale muito sobre a necessidade de aprender uma segunda língua, saber falar e escrever bem em português é essencial para conquistar boas oportunidades de trabalho, subir na carreira e, principalmente, se comunicar com eficiência.

Quando estamos escrevendo em um ambiente informal, como ao falar com nossos amigos no WhatsApp, não temos o costume de escrever tão corretamente.

Mas, em textos mais formais como provas da faculdade, redações e e-mails profissionais, precisamos prestar atenção às regras gramaticais.

Alguns erros de português são bastante comuns. Explicamos alguns abaixo para que você não erre nunca mais. Vem com a gente!

1: POR QUE e PORQUE

POR QUE é usado para fazer uma pergunta.

Exemplo: “Por que você faltou à aula ontem?”

Já o PORQUE, tudo junto, é usado nas respostas.

Exemplo: “Faltei na aula porque estava doente”.

2: POR QUÊ e PORQUÊ

Achou que a pegadinha já tinha acabado? Pois ainda existem os “por quês” com acento.

POR QUÊ é usado no final de uma frase que seja uma pergunta.

Exemplo: “Você faltou à aula ontem por quê?”.

Enquanto o PORQUÊ é um substantivo, geralmente usado como “o porquê”.

Exemplo: “Quero saber o porquê de você ter faltado à aula ontem.”

3: MAU e MAL

Esses sempre geram dúvida! Lembre-se que “MAU” é um adjetivo e deve ser usado quando for dar uma característica a alguém ou alguma coisa.

Exemplo: “O carro apresentou mau desempenho”.

Já “MAL” pode ser um advérbio ou substantivo.

Exemplo: “Comi muito mal naquele restaurante”.

4: BOM e BEM

Agora ficou fácil, é só lembrar das palavras anteriores.

BOM é o contrário de MAU.

BEM é o contrário de MAL.

Exemplo: “O carro apresentou bom desempenho”, “Comi muito bem naquele restaurante”.

5: HAVER e A VER

HAVER é um verbo com sentido de “existir”.

Exemplo: “No intervalo, pode haver muitos alunos na cantina”.

Já A VER é uma expressão com sentido de afinidade, de que duas coisas são parecidas.

Exemplo: “Esse livro tem tudo a ver com o que eu estudo.”

6: AGENTE e A GENTE

AGENTE, tudo junto, significa a profissão.

Exemplo: “Ele é agente de polícia.”

A GENTE, separado, significa o mesmo que “nós”.

Exemplo: “A gente vai ter prova na próxima segunda-feira.”

Lembre-se: quando usar A GENTE, os verbos devem ser no singular (“a gente VAI ter prova”).

7: COMPRIMENTO e CUMPRIMENTO

COMPRIMENTO significa uma medida.

Exemplo: “A parede tem 3 metros de comprimento.”

Já CUMPRIMENTO é uma saudação ou está ligado ao verbo cumprir.

Exemplo: “Dei um aperto de mãos como cumprimento.”

“O cumprimento da lei é essencial”

E ai, você já conhecia as diferenças dessas palavras? Conte pra gente nos comentários!

Para mais conteúdo como este, oportunidades internacionais e curiosidades culturais, nos siga o DRI Facens nas redes sociais!

Inscrever-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Todos os comentários
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x