Campus Conectado com 5G é inaugurado pela Facens, Ericsson, Embratel e Claro

 Campus Conectado com 5G é inaugurado pela Facens, Ericsson, Embratel e Claro

Na manhã da última sexta-feira, 25 de junho, a Ericsson, a Embratel e a Claro, com o apoio do seu hub de inovação – o beOn Claro – inauguraram o maior campus universitário conectado com a tecnologia de quinta geração.

A inauguração contou também com o apoio da John Deere, Qualcomm Technologies, Inc., e Motorola, que apresentaram em primeira mão e colocaram em funcionamento um pulverizador de grande porte, o primeiro conectado ao 5G, mostrando como a aplicação poderá apoiar o desenvolvimento do setor de agronegócios.

O 5G Smart Campus Facens é o maior campus conectado com tecnologia de quinta geração de São Paulo e a iniciativa fomentará novas pesquisas, projetos e desenvolvimento de soluções digitais para outros segmentos, como automotivo, Indústria 4.0, cidades inteligentes, telemedicina e educação.

A solenidade contou a presença do Presidente da República, Jair Bolsonaro, do Ministro das Comunicações Fábio Faria; do Ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes e da Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e representantes das empresas envolvidas.

Na ocasião, foi possível acompanhar o pulverizador conectado por 5G em ação utilizando um moto g100 5G para transmissão do sinal.

O pulverizador tem como diferencial o ExactApply, sistema inteligente de pontas que permite maior precisão na aplicação dos insumos, além de melhor qualidade de cobertura, tudo de forma automatizada, ou seja, a própria máquina faz a leitura e aplica a quantidade de produto correta, no local necessário.

Além de significar economia para o agricultor, o sistema é também sinônimo de sustentabilidade, pois evita o desperdício de insumos durante a pulverização. Todo o monitoramento em tempo real da aplicação foi realizado utilizando o 5G.

Imagem: pulverizador John Deere conectado por 5G.

Para a Ericsson, a ação demonstra um pequeno pedacinho do impacto que o 5G trará para o setor de agro.

Essse será um dos segmentos que mais se beneficiará com a chegada definitiva dessa tecnologia. Será possível controlar, de maneira efetiva, todos os processos de uma fazenda, automatizar uma série de etapas, diminuir prazos, custos, etc. De acordo com uma projeção que fizemos, o 5G possibilitará que o setor amplie seus rendimentos em 67% nos próximos anos. Nossa expectativa é que com o 5G, posicionaremos o país  como o maior exportador de produtos agrícolas da próxima década”, estima

Tiago Machado, VP de Negócios da Ericsson.

Além da demonstração no setor agro, foram apresentadas aplicação do 5G em outros três diferentes setores – industrial, acadêmico e automotivo.

De acordo com Ellis Menasce, Diretor de Mercado do IP Facens, o case para a indústria foi feito pela inserção de sensores de vibração, temperatura e umidade em um torno mecânico, que enviam dados em tempo real, abrindo possibilidade de correção de parâmetros de execução de uma peça e evitando que seja retrabalhada ou descartada por desvios dimensionais.

Já no âmbito acadêmico, Menasce explica que o Centro Universitário desenvolveu um laboratório virtual em que o aluno pode realizar aulas práticas, utilizando os mesmos equipamentos encontrados em um laboratório real.

Com a chegada do 5G, é possível que um professor acompanhe simultaneamente o aluno, podendo colaborar e interagir com o ele durante a atividade.

Para o setor automotivo, o Diretor do IP Facens destaca a utilização de um carro autônomo em escala desenvolvido por alunos, para estudos nos campos de inteligência artificial e visão computacional.

O modelo utiliza a conexão 5G para descentralização de processamento de dados, ou seja, a conexão 5G com sua baixa latência e alta taxa de transferência permite que o processamento pesado seja feito de maneira remota ou em nuvem.

Todas as demonstrações realizadas na Facens durante a inauguração mostram ao mercado o potencial que o 5G Smart Campus tem para criar e desenvolver soluções para todos os setores. A chegada do 5G tende a transformar o nosso mercado e a nossa socidade”,

destaca Ellis Menasce.

Uma nova fase da economia digital está se concretizando em iniciativas como o 5G Smart Campus Facens.

A Embratel é uma habilitadora do 5G para empresas e Governos, e acredita que, ao unir companhias, startups e academia para o desenvolvimento de inovações para setores como automotivo, agronegócio, Indústria 4.0, smart cities, educação e telemedicina, será possível tornar o Brasil em uma referência na utilização do novo padrão. O agronegócio, por exemplo, é um dos mais importantes segmentos para a Embratel e para o País, e a demonstração realizada na inauguração do smart campus comprova como o 5G possibilitará a difusão de novas tecnologias no campo, tornando os processos mais produtivos e otimizados”,

diz Adriano Rosa, Diretor-Executivo da Embratel.

O 5G Smart Campus Facens, fruto da parceria entre o Centro Universitário, a Claro, a Embratel e a Ericsson, permitirá que empresas, startups e academia possam conhecer, testar, prototipar e escalar seus produtos e serviços para diversos segmentos da economia e sociedade utilizando uma rede 5G dedicada.

Esta iniciativa reforça o compromisso da Claro com a inovação tecnológica e o desenvolvimento de soluções de rede dedicadas, que agregam alta confiabilidade e novos recursos.

O meio acadêmico é um celeiro multidisciplinar de ideias e oferecer as condições ideais para o desenvolvimento de aplicações com conectividade 5G no campus é um diferencial para conectar negócios e pessoas, em diversos segmentos da economia e sociedade, de formas que antes não eram possíveis. O projeto em parceria com a John Deere, por exemplo, faz parte do desafio de levar a conectividade ao campo de forma integrada com soluções que impactem positivamente o agronegócio, um dos temas que têm pautado muitas iniciativas estruturadas em torno do 5G pela Claro”,

afirma Eduardo Polidoro, diretor de IoT da Claro.

O executivo enfatiza que o papel da companhia nesta parceria vai muito além de ser um provedor de tecnologia. “Estamos presentes neste programa conjunto com o objetivo de fomentar o desenvolvimento de soluções disruptivas em diversos setores da economia e para isso contamos com o envolvimento e a expertise do nosso hub de inovação, o beOn Claro”, ressalta Polidoro.

Trabalhando para o avanço da tecnologia e da conectividade no agronegócio, a John Deere investe US$ 4 milhões por dia em pesquisa e desenvolvimento e nos últimos anos tem apresentado avanços importantes para que os produtores extraiam todo potencial produtivo de suas operações.

A companhia caminha para a sincronia da gestão dos equipamentos do campo, com dados em nuvens e “conexão total” inseridos no ecossistema da empresa.

Estamos vivendo um momento de muitas oportunidades. Precisamos democratizar o uso da conectividade em áreas rurais, e com soluções sem custos ao agricultor, que vai produzir de maneira cada vez mais eficiente e ambientalmente sustentável. A conectividade desbloqueia todo o potencial e inovação disponível no campo, beneficiando outros setores da sociedade, como como telemedicina e educação à distância, por exemplo. Sem contar que a tecnologia também atrai cada vez mais jovens de volta para o campo, promovendo geração de emprego e empreendedorismo

analisa Rodrigo Bonato, diretor do Grupo de Soluções Inteligentes (ISG) da John Deere para América Latina.

Luiz Tonisi, vice-presidente e presidente da Qualcomm América Latina, QUALCOMM Serviços de Telecomunicações Ltda., comentou:

Os economistas há muito tempo entenderam que o avanço da tecnologia é o principal motor do crescimento econômico e das oportunidades. O 5G – a quinta geração de tecnologias móveis – tem o potencial de impactar a conectividade e as economias de maneiras nunca antes vistas. Na verdade, as tecnologias 5G desempenharão um papel vital na recuperação pós-Covid-19 do mundo, estimulando o crescimento em todos os setores. Como líder global em 5G e cidades inteligentes, a Qualcomm Technologies tem o orgulho de colaborar com FACENS, Claro, Ericsson e Motorola na exploração de usos inovadores para 5G que irão revolucionar o setor agrícola.”

Como líder global em cidades inteligentes com o programa Qualcomm® Smart Cities Accelerator, a Qualcomm Technologies atuou como um catalisador ao permitir implantações inteligentes de ponta a ponta e a transformação digital de cidades inteligentes e espaços conectados inteligentes por meio do Qualcomm® IoT Services Suite Verticais.

Este esforço conjunto feito na Facens mostra como o 5G pode trazer recursos de agricultura inteligente para fazendas no Brasil.

Nesta demonstração, a máquina agrícola foi conectada à nuvem por meio de uma rede 5G, usando um dispositivo Motorola Moto G100, alimentado pela plataforma móvel Snapdragon® 870 5G da Qualcomm, uma potência de conectividade, com o sistema Snapdragon X55 5G Modem-RF e o subsistema Qualcomm® FastConnect ™ 6800.

Com os recursos 5G e Wi-Fi 6, as soluções agrícolas podem experimentar altas velocidades, maior capacidade, baixa latência e ampla acessibilidade.

0 0 votos
O que você achou?

Leia Também

Inscrever-se
Notificar de
guest
1 Comentário
Anterior
Próximo Mais Votado
Inline Feedbacks
Todos os comentários
trackback
5 meses atrás

[…] O 5G Smart Campus Facens é o maior campus conectado com tecnologia de quinta geração de São Paulo e a iniciativa fomentará novas pesquisas, projetos e desenvolvimento de soluções digitais para outros segmentos, como automotivo, Indústria 4.0, cidades inteligentes, telemedicina e educação. […]

1
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x
()
x